domingo, maio 16, 2021

Questão de honra

Ontem tivemos a confirmação do terceiro lugar neste campeonato. Vencemos o atual campeão, que ainda estava invicto, mas a vitória do Porto não nos permite alcançar o segundo lugar mesmo com uma jornada para jogar.
Em fevereiro escrevia aqui no blog a minha vontade que o campeonato acabasse rápido e trouxessem o meu Benfica de volta. Depois disso a equipa começou numa série de vitórias que até nos fez sonhar se a final iam entrar no bom caminho e o passado tinha mesmo ficado para trás. Até tive medo de escrever, não fosse eu que dava azar. Mas na receção ao Gil Vicente decidimos estragar tudo e acabar com os sonhos. O segundo lugar dependia apenas de nós e com esse resultado deixou de depender. Continuamos com um treinador que se orgulha muito de ser a equipa que tem mais pontos na segunda volta mas nem por isso conseguimos vencer o Porto em casa e voltar a aproximar-nos do segundo lugar. Lugar esse que garantia o acesso direto à liga dos Campeões. Ontem, depois de uma remontada na Madeira que começou mal mas acabou bem, só se pedia a vitória. Porque ao Benfica só se pede a vitória, sempre.  Vencer era uma questão de honra, contra um rival, o Sporting, que apesar de já ser campeão ainda não tinha perdido um jogo. O Benfica venceu mas ainda sofreu. Num jogo onde estivemos a vencer por 3-0 jamais se pensaria que iria acabar 4-3. Ainda sofremos mas vencemos. No jogo de ontem ficaram evidentes muitas das fragilidades da época como a dificuldade em segurar resultados positivos da nossa parte, mas também as falhas graves de arbitragem que nos prejudicaram e muito em toda a época.

Falta uma jornada do campeonato, o Benfica desloca-se a Guimarães, onde só a vitória interessa. Depois disso há ainda um troféu para conquistar. A Taça de Portugal joga-se a 23 de maio contra o Braga. É sempre um dos objetivos da época. Vencê-la não a salva, mas minimiza os danos.

Os 117 anos de Sport Lisboa e Benfica impõe-lhe entrar em qualquer jogo, seja a feijões ou a milhões, para ganhar. A Taça de Portugal é a prova rainha do futebol português e só se pode pensar em ganhá-la. 

O meu amor ao Benfica é maior que qualquer tristeza e por isso aqui continuo a torcer. Porque o Benfica é maior do que qualquer jogador, treinador ou presidente. E o Benfica somos nós, adeptos, todos os outros passam, só nós ficamos!

Amo-te Benfica!


2 comentários:

Luccas Neto disse...

De fato, seu artigo foi muito bem explicado gostei de ler.
Resultado Hiper Bauru

Joice Santiago disse...


Grata pela partilha!