quinta-feira, março 19, 2020

O JOGO DAS NOSSAS VIDAS

Este blog é dedicado ao Benfica. Ao desporto, à paixão, à parte lúdica da vida que vivemos intensamente e fazemos dela vida muitas vezes. Agora fomos confrontados com uma nova vida. Sem futebol, sem desporto. Sem este entretenimento que tanto nos ocupava. Quando não tínhamos Benfica dizíamos que era uma tristeza. E era. E é. E vai continuar a ser. Agora nem isso temos para nos distrair. Porque neste momento tudo ficou suspenso. A nossa própria vida está suspensa. Estamos a enfrentar uma guerra da Humanidade contra um vírus. Chegou em força, longe daqui. Aos poucos aproximou-se de nós, Portugal. Pelo Mundo e por cá já fez mortos. Também alguns já o derrotaram nas suas batalhas individuais. É um inimigo sem rosto. Atacar assim, é cobardia. Nós ainda pouco sabemos sobre ele. Mas ele espalha-se entre nós com grande facilidade e enfraquece-nos. Pode nem fazer nada mas também pode matar. E é isso que temos de evitar. Que ele mate o menos possível. Porque este inimigo veio para ficar. Temos que o estudar, conhecer para depois o combatermos. E depois aprender a conviver com ele. Só aí a guerra vai terminar. Por isso temos todos, mas mesmo todos, que dar o nosso melhor. 

Até aqui pediam-nos que ficássemos em casa o mais possível. A partir de hoje, com a entrada do estado de emergência em Portugal, não é pedido, é ordem. E ainda bem que assim é. Mesmo com todas as consequências que isso possa trazer ao país, é o mais indicado neste momento. É a melhor maneira de adiar o contágio em massa para que possamos ter resposta para todos quando precisarmos dela. É aqui a nossa intervenção nesta guerra. Vamos fazer a nossa parte.

Fiquem em casa. Protejam-se a vocês e aos vossos. E a todos nós. Eu, como profissional de saúde que sou, não posso ficar em casa. Não estou na primeira linha de combate, mas tenho que lá estar e lá estarei todos os dias a fazer a minha parte em prol dos outros, com todos os cuidados possíveis para não trazer o inimigo para casa, para os meus. É esse o meu maior medo. Mas os medos são para enfrentar. E é o que estamos a fazer todos os dias.

Voltando ao desporto, temos agora o jogo mais difícil para jogar. Um jogo nunca antes disputado. Mas a força, a coragem e união desta Nação Valente há-de guiar-nos à vitória! 


E PLURIBUS UNUM

quarta-feira, março 11, 2020

Sempre BENFICA

Depois do empate com o Moreirense fiquei mesmo desolada. Perdemos a liderança e deixamos de depender só de nós. Nessa semana andei mesmo em baixo pois estava mesmo difícil de acreditar no que tinha acontecido. E aí aconteceu a gala de entrega dos troféus Cosme Damião onde ouvimos aquilo que queríamos ouvir dos nossos e acho que até os mais descrentes voltaram a acreditar. E eu voltei mesmo a acreditar e achava que era já no sábado que íamos voltar ao nosso lugar. Acreditei que a nossa equipa ia responder à altura contra o Vitória de Setúbal, como nos prometeram, e acreditei que o rival podia escorregar em casa com o Rio Ave. E o pior de tudo é que isso aconteceu e nós não fizemos a nossa parte. Tudo o que nos prometeram não cumpriram. A primeira parte em Setúbal foi mais do mesmo. E só depois de sofrermos o golo fomos capazes de reagir. Mas não chegou. Não fomos capazes. Voltou a custar muito. Felizmente o que acreditava que poderia acontecer no outro jogo aconteceu. Mas ficou tudo na mesma com menos um jogo para jogar. O que vale é que não somos só nós que estamos mal. E isso pode dar algum ânimo. Mas nós temos que fazer mais. Muito mais! E temos que continuar todos juntos. Porque só assim podemos ser mais fortes. E agora será juntos como eu costumo estar, à distância. São medidas de contingência necessárias por uma questão de saúde pública. O Estádio da Luz é um lugar mágico. Mesmo vazio é imponente. E talvez assim até se sinta mais o peso do que é representar o Benfica. Porque é sempre isso que está em causa jogar sempre pelo BENFICA!

sábado, março 07, 2020

Benfica do meu coração

Sabes como gosto de ti, não sabes Benfica? Sabes o bem que me fazes. Eu sou benfiquista desde que me conheço. Sou da década de 80. Nunca vi o Benfica ganhar tanto como nos últimos anos. Passei tantos anos sem saber o que era ver-te ganhar e mesmo assim o meu amor por ti não parou de crescer. E longe de ti, muito longe da nossa catedral. Muitos anos sem te conhecer pessoalmente, sem te ver ao vivo melhor dizendo. E mesmo nesses anos difíceis eu continuava a vibrar por ti, a torcer por ti a defender-te como Maior que és. Por tudo isto, quando cais me fazes doer muito. Porque tenho sempre para ti as maiores expectativas. Já me fizeste tão feliz que sonho sempre com mais e melhor. Como aquele Benfica que só conheço de ouvir falar. Mesmo sem ver esses tempos tão gloriosos já vivi alguns inesquecíveis. E esses todos que vivi foram muito difíceis de conseguir. Nunca te vi ganhar de forma fácil, até costumo dizer que se fosse fácil não era para nós. Já te vi bem pior e não foi por isso que deixei de te apoiar. Isso nunca! Apoiar-te-ei sempre e até ao fim. Nós parece que temos sempre que andar a correr atrás do prejuízo. E esta época isso ainda não tinha acontecido. Infelizmente já não dependemos de nós. Mesmo assim temos que fazer a nossa parte. Vamos pressionar o rival que não é nenhum todo poderoso e todos sabemos como chegou até esta posição. Vamos lutar com tudo o que temos. E o que melhor temos é a nossa união! Gostei muito de ouvir Ferro, Pizzi e Bruno Lage na Gala dos Galardões Cosme Damião. Precisava de ter ouvido aquilo dito por eles para perceber que estamos JUNTOS! Porque JUNTOS SOMOS MAIS FORTES!

Vamos honrar os valores que Cosme Damião nos deixou, SEMPRE PELO BENFICA!

Como diz música da Mariza:
"Algo me diz que a tormenta passará
É preciso perder para depois se ganhar
E mesmo sem ver, acreditar"
"O melhor de nós está por chegar"

terça-feira, março 03, 2020

Não foi ontem que perdemos a liderança

Não foi ontem que perdemos a liderança. Não foi ontem que jogamos pior. Ontem foi só a confirmação de algo que já se vinha a adivinhar que iria a acontecer se a atitude não mudasse. Ontem foi definitivamente uma noite NÃO. Podíamos ficar lá toda a noite que mais nenhuma bola iria entrar. Na primeira parte já se adivinhava que ia ter de ser uma vitória arrancada a ferros. Ou o guarda-redes defendia ou a bola ia para todo o lado menos para dentro da baliza. Na segunda veio a confirmação de que nem vitória haveria. E por pouco não foi mesmo derrota. A bola até entrou 3 vezes nas balizas mas só valeu uma para cada lado. A primeira não valeu. Seria o 1-0 para nós já depois do primeiro penalti falhado. Não consigo afirmar que a bola bateu na mão do Pizzi mas até isso tinha que ser no Pizzi. Se o Benfica estava em noite não, o Pizzi ainda estava mais. E Bruno Lage deveria ter percebido isso. Há dias assim, todos os temos. Não culpo o Pizzi por isso. Não o fez por prazer. Notou-se logo na primeira parte que nem os passes lhe estavam a sair bem. Ninguém ficou pior que ele. Tomara ele e nós que não tivesse tido uma noite assim. Já nos carregou tantas vezes ao colo. Não tenho memória curta...

Mas a noite não de ontem foi só o culminar de uma péssima sucessão de jogos. Tivemos uma vitória nos últimos 7 jogos...
Há precisamente um ano viramos o campeonato a nosso favor com a vitória no dragão. Ontem viramo-lo contra nós. Ainda falta muito? Falta. Nada está perdido? Nada. Eu sou sempre muito positiva e acredito sempre até ao fim, até não ser mesmo mais nada possível. Mas quando foi connosco, quando passamos para primeiro nestas fases do campeonato, quando estávamos do outro lado não nos conseguiram tirar de lá. Dependíamos só de nós. E neste momento não. E isso é que faz toda a diferença. Quando começamos a diminuir a vantagem é que não nos podíamos por a jeito de deixar de depender de nós. Porque já não ia ser fácil mesmo dependendo de nós próprios. Mais difícil se torna dependendo dos outros também. Agora há um ponto positivo. Empatamos mesmo que tenha sabor a derrota. E esse ponto que conquistamos pode ser importante. Se vencermos tudo o nosso rival não pode sequer empatar. E a esperança é a última a morrer. Eu quero acreditar. Mas confesso que está muito difícil. Hoje está a ser um dia muito difícil de gerir. Ainda não consigo acreditar, está a ser muito difícil de lidar. Só quero que sábado chegue depressa e o Benfica me devolva a esperança que sempre fez ter!

Saudações Benfiquistas!

segunda-feira, março 02, 2020

Desolada

Mau demais para ser verdade. Não há palavras para este momento. Só sei que o Benfica não merece isto e nós também não.

AMO-TE BENFICA


sexta-feira, fevereiro 28, 2020

Tudo começou há 116 anos

116 anos de glória!
Parabéns Sport Lisboa e Benfica!
Orgulhosamente benfiquista!

quinta-feira, fevereiro 27, 2020

Acabou o sonho europeu

O Benfica terminou hoje a participação em provas europeias esta época. O 3-3 desta noite não foi suficiente. Por duas vezes estivemos na frente da eliminatória. Por duas vezes com o pássaro na mão o deixamos voar. Não fomos capazes. A partir de agora restam-nos as duas principais competições portugueses e maiores objectivos do Benfica. Faltam 12 finais para o Bicampeonato. E a final da Taça de Portugal. É preciso dar tudo até ao fim!


TUDO PELO BENFICA!

terça-feira, fevereiro 25, 2020

Pose de guerra

Ontem era para ganhar, fosse como fosse.
Esta imagem diz tudo
A pose foi esta, de guerra!

Seguimos líderes!
JUNTOS PELO BENFICA

segunda-feira, fevereiro 24, 2020

Estaremos sempre lá!

Hoje é dia de Benfica. Dia de jogo é sempre um dia diferente. É preciso organizar o dia em função da hora em que o maior entra em campo. Como gostava de lá estar! Mas não dá. Será à distância, como na maioria das vezes, que irei torcer pela TV. Tenho a certeza que apoio não te vai faltar Benfica! Vai ser um jogo difícil. Mas nunca foi fácil! Eles vão querer ganhar. Nós vamos ter que querer ainda mais! Terá que ser assim até ao fim. Querer sempre mais que os outros! 
Os últimos jogos não nos correram bem. Perdemos a larga vantagem que tínhamos. Resta-nos um ponto. Mas é o suficiente. É preciso mantê-lo. Para a Liga Europa voltamos a pensar só amanhã. Não temos margem para pensar em dois jogos de cada vez. Terá que ser assim, jogo a jogo, até ao fim. À Benfica! Sem facilidades. E lá estaremos nós, no final, para o que for preciso, JUNTOS. Estaremos sempre lá! Por ti Benfica! Só e sempre por ti!

Amo-te Benfica! 

Aqui fica mais um excelente vídeo do Guilherme Cabral!

domingo, fevereiro 16, 2020

Acordar enquanto há tempo

O Benfica voltou a perder ontem. Foram duas derrotas seguidas no campeonato contra o segundo e terceiro classificado. Ontem estivemos lá. E custou muito. Fazer tantos quilómetros, tantas horas para ver 90 minutos e sair de lá assim é uma desilusão. Nem sequer se viu um grande jogo. O Benfica esteve melhor na primeira parte mas não concretizou as oportunidades que teve. Sofremos o golo no fim da primeira parte. Tínhamos a segunda para dar a volta e não fomos capazes. O Braga fez o jogo deles. Conseguiram marcar um golo num canto que surge de um livre que não existia. Rúben Dias cortou a bola e não fez falta. Mas o árbitro Hugo Miguel mostrou mais uma vez muita incompetência. Se até aqui o Braga já queimava tempo e fazia anti-jogo depois foi ainda pior. 
Na segunda parte o Benfica pouco fez. Não esteve no mesmo nível da primeira. Quando era preciso dar tudo, não aconteceu. Não sei se pelo jogo a meio de semana, se pelas condicionantes do jogo que estava constantemente a ser parado. A sorte também não esteve do nosso lado. O que sei é que em dois jogos foram 6 pontos ao ar. Continuamos em primeiro mas agora sem margem de erro. Tem sido assim nos últimos anos. Temos que suar e sofrer sempre até ao fim. Facilidades não são para nós.

Gosto sempre muito de ir à Luz. Pudesse eu e estava lá sempre. Mas a apoiar do início ao fim. E não como vi a maioria do estádio. Tirando as claques, a maioria dos outros adeptos, salvo raras excepções, parece que estão no cinema. Não puxam pela equipa e ainda olham de lado para quem o faz. Estão lá para festejar se a coisa corre bem e de resto assobiar quando não lhes agrada. As claques ainda tentam puxar pelo resto do estádio mas não é fácil. Que no fim mostrem o seu desagrado, cada um é livre de o fazer. Durante o jogo assobiar os nossos... revolta. O estádio da Luz cheio com o tipo de adeptos dos jogos fora sim, era um inferno. Temos que estar todos JUNTOS! Somos nós o 12º jogador. Temos que ser nós a dar colinho aos nossos. Para deitar abaixo estão lá os outros.

Antes do jogo nada estava ganho. Depois nada está perdido. Seguimos líderes e é líderes que queremos acabar. Por isso vamos acordar e rumar todos para o mesmo lado, para o lado que todos queremos.

SEMPRE JUNTOS
TUDO PELO BENFICA!