domingo, fevereiro 26, 2012

De cabeça fria

Hoje já me sinto em condições de fazer uma análise ao jogo de ontem e à situação em que chegamos.
Ontem depois do jogo se escrevesse alguma coisa dispararia contra tudo e contra todos, tal a ira que corria dentro de mim.
Vou abordar três pontos essenciais, a equipa, Jorge Jesus e as arbitragens.
Equipa:
O Benfica continua a ser a equipa que melhor futebol pratica em Portugal, com a exceção do jogo de Guimarães. Ninguém cria tantas oportunidades de golo como nós, nem ninguém faz tantas jogadas de grande nível como o nosso ataque.
Ontem a equipa esteve na generalidade bem em campo. Houve minutos em que colocamos a Académica a soro, como houve, minutos em que não criamos muito perigo, mas sempre com o domínio controlado, afinal ninguém consegue jogar os 90 minutos em cima do adversário. Apenas pecamos no capítulo da finalização, foi daqueles jogos em que a bola não queria entrar.
Jorge Jesus
Jorge Jesus foi até à data um dos melhores treinadores que vi no Benfica. Desde a década de 90 que não via o Benfica jogar tanto à bola. No entanto, JJ tem falhas como todos os treinadores e parece que tende a acentuá-las nos momentos críticos. Parece quase um tal de Peseiro.
O grande mal de Jesus é a sua falta de humildade, depois de até ao jogo do Zenit estarmos num cenário quase perfeito, nos últimos 3 jogos deitamos quase tudo a perder. Começa a ser arrogante nas conferências de imprensa e deixa-se iludir por jornaleiros encomendados. 
Há dois anos depois de ter conquistado brilhantemente o campeonato, demora a descer à terra e após meia dúzia de jogos da época seguinte já tinha deitado tudo a perder. Como se não bastasse, começa a inventar antes do jogo Benfica-Porto, perde pontos em casa com Olhanenses e depois não consegue evitar que os suínos ganhem na Luz e causa a maior desilusão que podia causar a um Benfiquista.
Tem o brilhantismo de ir ganhar aos suínos para a Taça 0-2 e depois não consegue segurar a vantagem, fruto de ter arrumado com a confiança da equipa depois de ter perdido o campeonato em casa. Ou seja, JJ não sabe motivar a equipa, até pelo contrário desmotiva-a e muito, assim como o faz com alguns jogadores. Veja-se, Bruno César não jogou os últimos dois jogos a titular e ontem além de ser jogado a titular, ainda acaba com a missão de fazer de Aimar.
É tempo de unir esforços, pois ainda nada está perdido, afinal se ganharmos aos suínos em casa, ficamos com mais 3 pontos a valer por 4. Agora é preciso ganhar. Podíamos ir para esse jogo calmamente, com a pressão do lado de lá, mas não. A pressão está toda do nosso lado. O jogo com o Zenit que se lixe, o campeonato é que está ao nosso alcance. Contra o Zenit é partir as duas pernas ao Bruto e o resto que se lixe.
Arbitragens
Igual a si próprias, continua tudo como à trinta anos. Não gasto mais do que isto.

Benfica continuo a torcer por ti, pois amar-te-ei até morrer.
Carrega Benfica!

1 comentário:

Red Skin disse...

Saudações Benfiquistas,

http://jomatos70.blogspot.com/2012/02/red-skin.html