quarta-feira, maio 17, 2017

TETRA E 6!

Após os festejos do Tetracampeonato a primeira coisa que eu podia fazer era agradecer ao meu Benfica por tamanha alegria que me deu, como o fiz aqui. Depois disso e de ver e rever os momentos Gloriosos já se pode reflectir sobre como foi alcançado o tão desejado TETRA.
O Tetracampeonato era um feito que ainda não tínhamos conseguido e era muito ambicionado. Grandes jogadores já passaram pelo Glorioso mas nenhuma equipa do Benfica tinha conseguido. Nem Eusébio conseguiu. E quando nem o nosso Rei conseguiu parece que é algo impossível de alcançar. Mas esta equipa comandada por Rui Vitória conseguiu. Finalmente chegou. E tenho a certeza que tanto o nosso Rei como o senhor Coluna estão lá em cima muito felizes com esta conquista. Desde que nos deixaram que vencemos sempre o campeonato. Eu desconfio que eles saberão melhor do que ninguém o porquê disso acontecer.

O primeiro título deste Tetra veio depois de uma época muito difícil de digerir para todos nós. De seguida veio o Bi que também há muitos anos não era conquistado. Após essa conquista mudamos de equipa técnica no meio de muita polémica. Mesmo assim conquistamos o Tri que ainda há mais tempo não era conquistado. E agora chegou o inédito Tetra da nossa história. O que posso concluir é que há males que vêm por bem. Não tenho dúvidas que mudamos para melhor. A humildade pode fazer a diferença e o nosso treinador nunca perdeu a sua.

Se na época anterior Rui Vitória, a sua equipa técnica e jogadores já tinham dado uma prova de enorme capacidade de trabalho e de luta, nesta época só reforçaram isso mesmo. As lesões martirizaram os nossos jogadores desde o início da época. O departamento médico esteve sempre ocupado, só na jornada anterior ficou totalmente livre e tivemos o plantel todo disponível. Até o nosso júnior José Gomes foi chamado a actuar. Também ele já foi Tetra. E pelo talento que já demonstra espero que venha a ganhar muito mais de águia ao peito. Com isto quero salientar o excelente trabalho de Rui Vitória. Não se lamentou, soube tirar partido de quem tinha disponível. E nisso todo o plantel foi brilhante. Os que eram chamados a jogar davam o seu melhor por eles, pelos colegas e pelo Clube. Não se deixaram afectar pelos momentos maus e não permitiram que nada que viesse de fora os incomodasse. E mais uma vez a união fez a força!

O campeonato ainda não terminou mas o Benfica conseguiu sagrar-se campeão na penúltima jornada. Isso deveu-se à vantagem conseguida por nós e permitida também pelos adversários. O Benfica chegou ao primeiro lugar na 5ª jornada e não mais de lá saiu. A vantagem para os rivais chegou a ser grande mas também a ficar muito curta, mesmo assim sempre positiva para nós. Em todo este percurso tivemos grandes dificuldades. Tivemos momentos bons e menos bons. Mas nunca perdemos o rumo. Podíamos ter perdido o primeiro lugar mas aí também os adversários fraquejaram e cederam à pressão. Todos os jogos foram importantes mas queria destacar os confrontos com os rivais onde fomos muito fortes mesmo só vencendo um jogo. Não se pode esquecer o quão importante foi o empate conseguido no dragão. Durante algum tempo era apenas de um ponto a diferença para o segundo classificado. Esse ponto foi o que Lisandro nos conseguiu ao minuto 92. Nós sim tínhamos razões para festejar esse empate e não eles em nossa casa. Acrescentem lá mais este 92 ao museu que ajudou ao nosso Tetra. Muito importante também foi o empate em alvalade. Nesse jogo não podíamos perder e dessa vez foi Lindelof o protagonista. Dois centrais fundamentais nesta conquista. Mas não foram só eles. O capitão Luisão fez mais uma grande época. Ederson foi herói várias vezes. Pizzi um enorme combatente. Mitroglou, Raúl e Jonas, havia sempre um a aparecer e a salvar quando os outros não estavam. Fejsa, já não há como descrever quem é campeão 10 vezes seguidas. Mas não quero nem posso individualizar quando o que fez a diferença foi o colectivo. Os heróis deste Tetra foram todos os jogadores: Samaris, Salvio, Nélson Semedo, Cervi, Grimaldo, Júlio César, André Horta, Rafa, André Almeida, Jardel, Zivkovic, Filipe Augusto, Eliseu, Jovic, Carrillo, José Gomes sem esquecer Gonçalo Guedes. E os que ainda não jogaram mas fazendo parte do plantel para mim são campeões também Paulo Lopes, Kalaica, Hermes, Pedro Pereira, Yuri Ribeiro.

Chamem o que quiserem a este campeonato, escondam-se atrás do que quiserem para encobrir a incapacidade própria. Nada nem ninguém nos tira este TETRA que, custe o que custar aos adversários, é do BENFICA com todo o mérito!

Sábado há mais, será a despedida do campeonato e da consagração do TETRACAMPEÃO! É para ganhar, como sempre! E depois é para dar tudo na Taça de Portugal. Esta época do Tetra terá outro brilho se vier com dobradinha!

CAMPEÕES! CAMPEÕES! NÓS SOMOS TETRACAMPEÕES!



Sem comentários: